Noticiário SDDH

MULHERES NEGRAS PARAENSES PELO BEM VIVER Jornada Emergencial em momento de Covid-19


Compartilhar
Tweet

     Dia 18 de maio de 2014 foi lançada em Belém a Marcha das Mulheres Negras sendo a primeira movimentação nacional a caminho da Marcha das Mulheres Negras que aconteceria em Brasília no 18 de novembro de 2015. Desde então, estamos em marcha seguindo princípios do Bem Viver, que valoriza o coletivo frente o individualismo, a cidadania frente ao consumismo, combate a mercantilização de recursos naturais, de seres humanos e defende que a economia seja subordinada à ecologia e não o contrário. Muitas águas têm passado sob a ponte. Por nós, sobre e sob nós paira uma pororoca de encontros que nos fortalecem. E neste ano de 2020, em um momento da grave crise sanitária de Covid-19, importa afirmar a dimensão do Bem Viver – Ubuntu para povos negros.


     A Marcha das Mulheres Negras (MMNegras) - Comitê Impulsor do Pará, convoca entidades do movimento de mulheres negras para iniciarmos uma Jornada Emergencial de Ação Humanitária no Pará, cujo o objetivo principal é dar apoio à famílias negras e refletir sobre os 5 anos da MMNegras para visibilizar alguns desses processos construídos ao longo dos anos.


    A convocatória é para que entidades do movimento negro paraense, que estão trabalhando incessantemente para a garantia do Bem Viver durante esta pandemia, dialoguem entre si e também para que possamos fortalecer as redes já criadas, o que inclui fortalecer o combate à violência doméstica. A MMNegras quer saber como estão nossas mulheres, nossas famílias, buscar parcerias para doações de cestas e produtos de higienização reforçando as ações que já circulam e conversar sobre a aplicação dos princípio do Bem Viver-Ubuntu.


    Sigamos caminhando juntas até a conquista da equidade sócio-racial e de gênero. “Nossos passos vêm de longe!”



Noticiário SDDH

clique para ver outras noticias


noticias

Julgamento do Assassinato de Leila Arruda

noticias

Justiça para Leila Arruda

noticias

Lançamento do Documentário e Relatório de denuncia, as ameaças sofridas pelos Indígenas no Tapajós

noticias

Mártires da Terra

Trav. 25 de Julho, 215 - A - Guamá, Belém - PA - 66075-513
Telefone: (91) 3241-1518 /sddh@sddh.org.br

youtube