Noticiário SDDH

Representação com pedido de instalação de inquérito civil público contra o MEC e providências para efetivar a posse do reitor e vice eleitos na UFPA


Compartilhar
Tweet

O Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Federal no Estado (SINTSEP-PA), A Associação dos Docentes da UFPA (ADUFPA), as entidades, cidadãs e cidadãos de defesa de direitos humanos e em defesa do direito à educação, na tarde desta quinta-feira (08/10) pediram a Procurador Geral da República no Pará a instauração de inquérito civil público contra o Ministério da Educação e para que haja inquérito policial pelo crime de prevaricação e providência para efetivar a posse do reitor e vice eleitos na Universidade Federal do Pará. As entidades e defensores/as, afirmam que UFPA após cumprir a legislação vigente e todos os requisitos formais para a escolha de dirigentes das universidades federais, realizou consulta à comunidade e eleição em seu Conselho Universitário para a elaboração da lista tríplice dos candidatos a Reitor e Vice-Reitor. A chapa formada pelos Professores Emmanuel Zagury Tourinho (Reitor) e Gilmar Pereira da Silva (Vice-Reitor) recebeu o voto de 92,7% dos membros da comunidade universitária. O documento protocolado no Ministério Público Federal relata que “Na verdade trata-se de mais um episódio na cruzada ideológica capitaneada pelo atual mandatário federal, Sr. Jair Bolsonaro, que tem atacado abertamente instituições de ensino, com atos que vão desde ofensas e calunias contra professores e estudantes até mesmo o envio de projetos anti-democráticos como foi a Medida Provisória 914/19, que alterava a forma de escolha de reitores das universidades e institutos técnicos federais. Tais eram as ilegalidades que esta MP sequer teve a comissão mista formada para analisar seu conteúdo. Esta MP alterava o rito para a eleição e nomeação dos reitores das instituições federais de ensino, para que o presidente da República pudesse deixar de acatar o nome mais votado da lista tríplice de candidatos apresentada pela instituição.”

Ou seja, a tentativa do Executivo Federal era de mudar a legislação que garante sim a nomeação do reitor e vice em processo democrático como o ora verificado na UFPA com a eleição de Emmanuel Zagury Tourinho e Gilmar Pereira da Silva. No documento encaminhado, também destacam-se a situação caótica da educação e a agravante da pandemia do COVID-19, que já contaminou 5 milhões de brasileiros e ceifou a vida de 150 mil pessoas no Brasil. E vem requerer da Procuradoria da República as seguintes questões: 1. Que seja determinada a instauração de inquérito policial para investigar crimes de prevaricação em função da omissão na eleição e posse do novo reitor da UFPA. 2. Que seja instaurado inquérito civil público investigar a prática de improbidade administrativa previsto no Art. 11, Inciso II da LEI No 8.429, DE 2 DE JUNHO DE 1992, (retardar ou deixar de praticar, indevidamente, ato de ofício). 3. Seja feita recomendação ao Ministro da Educação para que dê posse imediata ao reitor e vice eleitos pela comunidade acadêmica e CONSUN, alertando-o das implicações legais de sua recusa. 4. Não sendo atendido o pedido anterior, que seja ajuizada ação civil pública com pedido de liminar para garantir a nomeação e posse do novo reitor da UFPA. Até lá requer seja solicitado à Justiça federal a prorrogação do antigo mandato do reitor. Tudo sob pena de multa. 5. Requer a notificação das entidades, cidadãs e cidadãos abaixo subscritores/as da presente representação. 6. Requerem prazo para juntar documentos constitutivos e procurações. A Constituição Federal garante o direito à educação como um bem coletivo a ser protegido pela nossa sociedade, e neste sentido, o que ocorre referente a eleição na UFPA são atos graves e criminosos atentatórios à educação, à comunidade acadêmica da Universidade, ao povo paraense e brasileiro. E devido a tais fatos, que sejam tomadas medidas que possa ser garantida a gestão democrática do ensino público e a autonomia às universidades.


Noticiário SDDH

clique para ver outras noticias


noticias

BOLSONARO ENTERRA REFORMA AGRÁRIA VEM ESPALHAR MENTIRAS PARA AGRICULTORES EM MARABÁ

noticias

Novos dados da Campanha Despejo Zero

noticias

90 anos da missionária Dorothy Stang

noticias

O Movimento de Mulheres do Campo e da Cidade do Pará comemora 36 anos

Trav. 25 de Julho, 215 - A - Guamá, Belém - PA - 66075-513
Telefone: (91) 3241-1518 /sddh@sddh.org.br

youtube