Noticiário SDDH

Organizações encaminham documento ao MPF contra os crimes socioambientais na região do Xingu


Compartilhar
Tweet

O Movimento Xingu Vivo, a Sociedade Paraense de Defesa dos Direitos Humanos (SDDH) e representantes de mais 20 comunidades ribeirinhas, de pescadores, de agricultores e indígenas protocolaram nesta quinta-feira,18, no Ministério Público Federal uma representação contra os responsáveis pelos danos ambientais causados à região do Xingu.

O Documento direcionado para a procuradora da república federal em Altamira é um pedido de instauração de inquérito policial e providências contra a omissão de órgãos ambientais, do governo federal e da empresa Norte Energia.

As entidades que atuam na defesa dos direitos ambientais denunciam que por interesses econômicos e políticos estão violando direitos constitucionais garantidos às comunidades. Que pareceres e diagnósticos, sobre a manutenção e reprodução da vida na Volta Grande do Xingu estão ameaçados.

Inúmeros protestos das comunidades alertam a situação catastrófica, pois com a redução da vazão do rio Xingu, a ocorrência de seca nos igarapés tem provocado mortandade de peixes e impactos nas roças da região.

Dezenas de famílias narram através depoimentos, manifestos que estão perdendo seus meios de subsistências, gerando fome e insegurança. Além dos impactos provocados pela pandemia da covid-19.

As famílias também denunciam que por conta da intervenção da hidroelétrica no fluxo da Volta Grande do Xingu, a vazão é a insuficiente para manutenção da fauna, flora e das comunidades. Este é um dos maiores desastres ambientais da Amazônia.



Noticiário SDDH

clique para ver outras noticias


noticias

Quem matou Fernando? Quem mandou matar Fernando?

noticias

Acompanhe a coletiva de imprensa ao vivo sobre apresentação do Relatório e Recomendações

noticias

Quem matou Fernando? Quem mandou matar Fernando?

noticias

Coletiva de Impressa, Relatório da Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Pará (CDHDC – ALEPA), sobre o caso de homicídio do Professor Indígena Isac També Tenetehara

Trav. 25 de Julho, 215 - A - Guamá, Belém - PA - 66075-513
Telefone: (91) 3241-1518 /sddh@sddh.org.br

youtube