Noticiário SDDH

Protocolização do Processo administrativo e criminal contra o procurador de Justiça Ricardo Albuquerque


Compartilhar
Tweet

            A Coordenação das Associações das Comunidades Quilombolas do Pará (MALUNGU), militantes do Movimento Negro, Organizações Parceiras como a SDDH, Rede Comunicadores Populares por #DH no #Pará e representantes Indígenas, acompanhado pelo Advogado Ciro Brito da Terra de Direito estiveram na manhã desta quinta-feira, 28, no Ministério Público do Estado (MPPA) onde foi protocolado o documento pedindo abertura de processo administrativo e criminal contra o procurador de Justiça Ricardo Albuquerque.

 

            Os representantes dos movimentos foram recebidos pelo promotor Marco Aurélio e o procurador de justiça Waldir Macieira. A repercussão do caso de racismo resultou no afastamento do procurador Ricardo Albuquerque do cargo de ouvidor geral da instituição.

 

            Veja as reflexões de algumas representações que estava protocolando o manifesto de repudio contra o Ouvido Ricardo:

A Liderança quilombola da MALUNGU e CONAQ Erica Monteiros do Itancuan Município do Acará, diz que: “Ouvidor teve uma fala racista e nos dá MALUNGU não admitimos, depois de todos esse tempo as instituições ainda tenham pessoas que ainda tenham esse tipo de pensamento, então estamos na luta e mostra que racista não passaram.” Erica fala do Ricardo procurador quando ele que cita "não acho que nós tenhamos dívida nenhuma com quilombolas. Nenhum de nós aqui tem navio negreiro".

 

            A liderança Indígena Luana Kumaruara esteve presente no manifesto diz que “o procurador agiu de forma racista desrespeitando, tratando violentamente de forma verbal”, o pronunciamento da Luana está se referido a fala do procurador quando diz que: "problema da escravidão no Brasil foi porque o índio não gosta de trabalhar", a Indígena também diz que o ouvidor “mostra de forma errônea história do Brasil, que ele nos machucou, nos feriu, e feriu nossos ancestrais”.

            A deliberação do Colégio de Procuradores de Justiça do MPPA foi comemorado pelos representantes dos movimentos, mas afirmam que a luta continua. “Racistas não passarão!” afirmavam as lideranças.

 

 (Fotos: Amanda Rabelo e Cristivan Alves)


Galeria de fotos


noticias

noticias

noticias


Noticiário SDDH

clique para ver outras noticias


noticias

Julgamento do Assassinato de Leila Arruda

noticias

Justiça para Leila Arruda

noticias

Lançamento do Documentário e Relatório de denuncia, as ameaças sofridas pelos Indígenas no Tapajós

noticias

Mártires da Terra

Trav. 25 de Julho, 215 - A - Guamá, Belém - PA - 66075-513
Telefone: (91) 3241-1518 /sddh@sddh.org.br

youtube